Você sabe o que é um vinho reserva?

VINHO RESERVA

Você sabe o que é um vinho reserva?

É muito comum encontrar esse termo nos rótulos, mas nem todo mundo sabe o que faz com que uma garrafa seja inclusa nessa categoria.
O “reserva” faz parte de uma série de informações que compõem o rótulo das garrafas de vinho. Certamente, está ali por um motivo!

Então o que tem de especial no vinho reserva?

O vinho reserva provavelmente passou por um período de amadurecimento em barris de carvalho.
Então se você conhece o modo de produção dos vinhos, sabe que os barris indicam um processo mais manual e demorado. Ou seja, que precisou de mais atenção! Então as peculiaridades de um vinho reserva não vem apendas desse período de amadurecimento, mas, também têm maior tempo de envelhecimento em suas garrafas.
Sendo assim, ambos os processos fazem com que, de certa forma, os vinhos sejam “amaciado” após todas as etapas da vinificação.
No caso do amadurecimento em barris de carvalho, o tempo serve principalmente para aprimorar os aromas, taninos e sabores da bebida. Além disso, também ajuda a preservar a estrutura e longevidade do vinho, reduzir a acidez e a adstringência.
Para que se enquadre na categoria de Reserva, esse vinho deve estagiar no carvalho por um tempo que varia de país para país. Sendo assim, existe a premissa de que esses vinhos passam por um “tratamento VIP” durante todo. o processo de produção. Assim, você pode esperar que a colheita e seleção de uvas, toda a vinificação, envelhecimento e amadurecimento foram feitos de forma especial, diferente dos demais vinhos.

E por que os vinhos reserva são mais caros?

Segundo o que você leu acima, todo o processo de fabricação de um vinho reserva é diferenciado. Desde a escolha das uvas até o período de envelhecimento e amadurecimento em barris de carvalho, o tratamento especial faz com que o custo de produção seja elevado. Além disso, vale mencionar que os barris de carvalho também são equipamentos com custo elevado e vida útil menor.
Todos esses requisitos fazem com que o custo de fabricação seja maior. Logo, o preço é repassado para a taxa final a ser paga pelo consumidor. Além disso, precisamos incluir no valor os impostos de cada país, seja de venda no comércio ou importação e exportação.
Mas em uma coisa você pode acreditar: caso você goste de saborear vinhos diferentes, vale a pena se aventurar pelo mundo dos vinhos reserva para perceber as diferenças entre as versões comuns da garrafa!
Caso você ainda tenha dúvidas sobre o tema, deixe o seu comentário no espaço abaixo. E se você gostou, compartilhe o conteúdo em redes sociais.
Obrigado e até a próxima!
Siga nosso Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar pelo site, você concorda com tal monitoramento. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade e Política de Cookies.